O que é I.O.T.?

Pense em uma rede enorme (gigante mesmo) de coisas conectadas: ônibus, contâiners, máquinas de refrigerantes, turbinas, lâmpadas, carros, trens, redes de energia, equipamentos para monitoramento de saúde, aparelhos eletrônicos, ventiladores e tudo o mais que você puder imaginar.

Esse não é apenas o futuro, mas a realidade: de acordo com previsões do Gartner, 4,8 bilhões de objetos conectados à internet estarão em uso em 2015; até 2020, esse número deverá chegar a 25 bilhões.

A Internet das Coisas (IoT) amplia o alcance da conectividade para além de dispositivos tecnológicos tradicionais, como computadores, smartphones e tablets,

levando tecnologia e inteligência embarcadas a objetos físicos que, agora, se comunicam com o ambiente externo via internet. Exatamente como seu celular já faz.

Como isso é possível? A ideia é que sensores e chips, acoplados a esses dispositivos inteligentes, coletem e transfiram dados pela internet, analisem informações, tomem decisões programadas, até mesmo sem a interferência humana, e forneçam uma visão e gestão apuradas dos processos de negócio.

Se você percebe a Internet das Coisas como um conceito ainda abstrato, complexo e pouco aplicável no seu negócio, vamos esclarecer alguns pontos:





Disponibilidade crescente de banda larga, mais dispositivos embarcados com sensores e wi-fi, redução do custo das tecnologias e de conexão, e expansão da mobilidade e cloud: esse é o cenário ideal para o nascedouro da IoT. E já estamos usufruindo dele.



IoT é uma indústria emergente, que está evoluindo e, no Brasil, começando a mostrar exemplos concretos (e incríveis) do que pode fazer por empresas de todos os setores. Desafios existem, mas isso não significa que Internet das Coisas seja algo complexo.



A tecnologia necessária para suportar essa nova e gigante rede de comunicação já existe. Ela está em intenso desenvolvimento e disponível, para quem quiser.Saiba Mais



Privacidade e segurança de dados é de fato uma preocupação (sempre é quando falamos de internet, certo?), mas não um obstáculo. Tecnologias já maduras podem garantir um ambiente seguro e a proteção das informações, a partir de firewalls, controles de acesso, filtros de conteúdos e outros mecanismos.



OS ESPECIALISTAS DEFINEM:





Arua Tupinambas

Executivo de desenvolvimento de negócios da Davra

“IoT é o que acontece quando mudamos a rede tradicional de networking, que antes conectava apenas o computador e o smartphone, um conversando com o outro para mandar informação, e descemos um degrau, onde as operações acontecem.”

Clique aqui para ler a entrevista na íntegra.




Renato Carneiro

Presidente da 2S Inovações Tecnológicas

“Mais do que redução de custos e outros resultados óbvios para o negócio, IoT me encanta pela modernização que propicia, pela expressiva melhoria dos serviços. Quando penso em Internet das Coisas, penso imediatamente em cidades inteligentes, nos enormes benefícios que podemos trazer para a população. Mas é preciso definir muito bem o modelo de negócios para se ter sucesso. Certamente os projetos pioneiros serão os que conseguirem pagar a infraestrutura com sua própria receita incremental.”

Clique aqui para ler a entrevista na íntegra.




Severiano Leão Macedo

Gerente de desenvolvimento de negócio LATAM da Cisco

“Todo o setor eletrônico e de manufatura está se transformando com a onda de conexões em redes inteligentes, gerando informações e tomada de decisões automáticas, sem intervenção humana.”

Clique aqui para ler a entrevista na íntegra.




Assista ao vídeo