3 motivos para adotar um APM

APM
Monitorar a experiência digital e rastrear as aplicações são dois deles; Application Performance Management evita problemas de lentidão e queda de sistema

Por Lucas Mitraud, especialista de soluções da 2S

Quantas vezes você tentou efetuar uma compra online e não teve sucesso? Lembra do que fez para resolver? Insistiu ou simplesmente mudou de fornecedor? A maioria das pessoas busca outra alternativa. O mesmo acontece com seu cliente que, se encontrar lentidão, erro ou qualquer ocorrência que o atrapalhe, vai buscar outra opção.

O baixo desempenho das aplicações é um sério problema de negócios. Para o usuário, lentidão é o mesmo que indisponibilidade e, acredite, ele não vai hesitar em procurar a concorrência caso encontre um serviço mais ágil. Por isso é tão importante o CIO estar próximo dos líderes das áreas de negócios – apenas dessa forma é possível construir uma solução que atenda às demandas de trabalho, levando em conta agilidade, flexibilidade e segurança.

Além dessa proximidade, soluções de Gerenciamento de Desempenho de Aplicativos (Application Perfomance Management, ou APM), conjunto de dispositivos e softwares, podem ajudar e, assim, evitar problemas de lentidão ou queda. Isso porque, possuem três principais características:

1. Monitoramento da experiência digital: possibilita observar e analisar as interações entre agentes digitais (como indivíduos e comunidades) e aplicações, serviços e processos digitais de negócio.

2. Descoberta, diagnóstico e rastreamento de aplicações: ajuda a entender o interrelacionamento entre os servidores, mapeando transações de negócio e permitindo a inspeção profunda de métodos e outros recursos destes hosts.

2. Inteligência artificial para operações de TI: automatiza a descoberta de padrões de desempenho, eventos e detecção da causa de anomalias nas transações.

O APM possibilita o monitoramento e captura, de forma automática, métricas e dados de negócio, além de prover essas informações para quem realmente importa: operação, desenvolvedores e executivos. Mais do que apenas mostrar o tempo de execução, é possível obter dados detalhados de diagnóstico, insights de código e de negócio, consultas à banco de dados e, inclusive, monitoramento da infraestrutura.

Uma solução de APM, portanto, traz melhorias ao ciclo de desenvolvimento e sustentação da aplicação, além de possibilitar uma visão integral que atende tanto às áreas técnicas quanto as de negócio.