O sistema parou: e agora?

"Lidamos diariamente com serviços e aplicações que param de funcionar e deixam os usuários na mão. Isso é inevitável. Porém, mais importante do que reduzir a ocorrência desses acontecimentos é acabar com o jogo de empurra/empurra. [...] [...] É preciso identificar, desde o começo, o foco do problema para que os reais responsáveis possam atuar. A demora pela resposta de um serviço pode acarretar perdas significativas às empresas. Imagine um sistema de banco com as aplicações paradas ou uma companhia área que demora para responder sobre uma compra a um cliente."