TI e áreas de negócios devem trabalhar juntas, como transformadores digitais

Enquanto o CIO precisa dominar infraestrutura, inovação, integração e inteligência; demais áreas devem conhecer as tecnologias que mais fazem sentido para aumentar o desempenho

Como reflexo da transformação digital, a área de tecnologia da informação ganha cada vez mais importância nas companhias, segundo pesquisa recente feita pela CompTIA com mais de 300 empresas nos Estados Unidos. De acordo com o estudo, 36% delas acreditam que o departamento desempenha papel crítico na estratégia do negócio, 43% que facilita os processos, 39% o utilizam para impulsionar resultados e 34% estão redefinindo seus negócios graças à tecnologia. Isso reforça o discurso de que a TI está deixando – de vez – o trabalho operacional e isolado, para interagir com todas as áreas, em um trabalho colaborativo no qual as equipes de TI e as demais áreas descobrem oportunidades de compartilhar responsabilidades como transformadores digitais.

Esse novo perfil traz algumas mudanças na atuação de todos: para a TI, a necessidade de saber equilibrar quatro pilares – infraestrutura, inovação, integração e inteligência -, com o objetivo de entender melhor todas as funções empresariais e as demandas; para as áreas de negócios, a importância de se inteirar das ferramentas tecnológicas disponíveis, identificando o que pode ou não aumentar a produtividade do setor, e a participação nas decisões de compra, aspecto que já vem acontecendo. De acordo com o estudo, a área de finanças já participa do processo em 61% das empresas; de marketing, em 56%; de vendas, em 46%; e de RH, em 33%.

No entanto, ainda cabe ao CIO o papel principal na tomada de decisões referentes aos projetos de segurança da informação, pois devem nortear todos os sistemas, e a atenção às tendências em busca de ferramentas inovadoras.

Saiba mais:

CIO mais estratégico: de provedor a consultor

Transformação digital: três conexões que não podem faltar em 2017

Imagem: Depositphotos