Trilha de aprendizagem: a inovação que move o setor de utilities

Geradoras, distribuidoras e concessionárias de energia elétrica, água tratada e outros insumos fundamentais encontram na tecnologia da informação um aliado da eficiência e sustentabilidade

Fundamental para o desenvolvimento de um país, a indústria de utilities – que inclui empresas que proveem serviços públicos fundamentais, como água encanada e energia elétrica – não pode ficar de fora da transformação digital. Para que as cidades inteligentes (smart cities) se tornem realidade, é fundamental que essas companhias também se transformem, sendo capazes de, ao mesmo tempo, atender a demanda crescente dos centros urbanos e reduzir desperdícios e roubos, lidando, ainda, com desafios relacionados à sustentabilidade.

No entanto, o setor ainda enfrenta resistências em relação à transformação digital, como garantem especialistas da área. Muito embora os projetos de conectividade, smart grids, internet das coisas (IoT), big data, e mesmo de recursos avançados, como realidade aumentada e virtual (AR/VR) e inteligência artificial (IA), estejam no planejamento de muitas empresas, a execução pode ser lenta.

Em contrapartida, o aumento da demanda é veloz. O setor de energia elétrica, por exemplo, registrou alta de consumo de 3% no primeiro trimestre de 2019, o que reflete tanto a leve retomada econômica registrada no período como uma demanda cada vez maior por parte dos consumidores e das empresas. Afinal, a transformação digital de todas as indústrias depende de eletricidade.

Implantação de tecnologias e as oportunidades que vêm com elas, além de formas de proteção contra ameaças virtuais – que podem representar uma verdadeira catástrofe em um setor tão vital – são temas abordados nesta trilha de aprendizagem:

Base para cidades inteligentes

O uso de tecnologias digitais – como smart grids, internet das coisas (IoT) e big data, entre outras – apoia o setor de utilities na resposta às necessidades urgentes das cidades e do planeta. Entenda como é possível consumir recursos naturais com mais responsabilidade e, ao mesmo tempo, suprir a demanda crescente dos grandes centros urbanos acessando aqui.

Tendências para os próximos anos

Migração para ambientes 100% IP, automação de subestações, smart grids, tecnologias para fontes de energia renováveis e realidade aumentada foram as cinco tendências de TI elencadas como fundamentais para o setor no ano passado – e que continuam valendo para 2020. Conheça detalhes de cada uma delas aqui.

Para se proteger de ciberataques

E se um ataque cibernético derrubasse a rede elétrica de uma cidade como São Paulo? E se levasse dias ou semanas para retomar de hackers os sistemas de TI críticos à operação de energia de um país? Nesse artigo da Harvard Business Review, o professor Stuart Madnick, do MIT, descreve os itens fundamentais para proteger redes inteligentes. Saiba mais aqui.

Transformação digital na cabeça

A transformação digital altera profundamente a indústria de utilities, considerando tanto a produção como o transporte, a distribuição e a comercialização de eletricidade, gás e água. Saiba quais são os principais desafios e oportunidades ao se investir em soluções de tecnologia no setor baixando gratuitamente o ebook aqui.

Futuro da energia renovável

Em um cenário de inovação tecnológica, eficiência de custos e demanda crescente, as energias renováveis – especialmente a eólica e a solar – ganham destaque. Esse estudo global da Deloitte descreve as principais tendências para o setor, incluindo três facilitadores-chave que colocam as energias renováveis no mesmo patamar competitivo de fontes convencionais. Baixe gratuitamente aqui (em inglês).

Veja outras trilhas:

Trilha de aprendizagem: segurança da informação na era da transformação digital

Trilha de aprendizagem: infraestrutura de TI e trabalho do futuro

Trilha de aprendizagem: as transformações da indústria 4.0